Olimpíadas Beijing 2008

Padrão

Hello ladies and gentlemen,

já estava mais do que na hora de eu dar as caras por este recinto, não é verdade? É verdade, e tenho dito.

Quero primeiro desculpar-me com os senhores por ter estado tão ausente, ultimamente não tenho tido muito tempo, coisas estressantes estão acontecendo (depois dos 18 anos o bicho começa a pegar).

Então, pessoas, deixando um pouco da minha vida pacata pessoal de lado, vim aqui pra prosear um pouco sobre algo que está rondando diversas nações: As Olimpíadas.

Pra quem não sabe os primeiros jogos olímpicos foram realizados na Grécia antigac omo uma importante celebração e tributo aos deuses. Por terem sido considerados manifestações pagãs, os jogos foram interrompidos por Teodósio I, mas logo a aristocracia francesa tratou de reavivar o espíritos das Olimpíadas que passou a ser realizada de quatro em quatro anos desde então.

Mascotes Beijing 2008.

Esses ano as Olimíadas (a 29ª) estãos sendo realizadas em Pequim, na China e conta com a participação de 204 nações que concorrem entre 31 despostos.

A abertura, uma das mais bonitas e bem planejadas dos últimos tempos foi nesta última sexta-feira, dia 8 de Agosto, no Estádio Nacional de Pequim, contruido especialmente para o evento (legal né? quem pode, pode).

Abertura Olimiadas 2008.

Abertura Olimíadas 2008.

Bem, deixando um pouco esse papo formal de lado, falemos sobre as reais condições do nosso Brasil neste começo de olimpíada. O Brasil até que não tá tão mal comparada com a Argentina, temos somente duas medalhas de bronze (clique aqui para ver o quadro geral de medalhas), mas em contrapartida as meninas da gisnástica vão pela primeira vez concorrer por equipe o//. Ainda é cedo pra falar se o Brasil tá indo mal nas olimpíadas, mas pra você que provavelmente tem mais tempo do que não custa nada ficar de olho aí na tv e torcer pelo nosso país, não é vero? Depois você me conta.

Agora deixa eu ir que eu tô meio atrasada pro encontro com meu travesseiro. Bye.

Anúncios

E um viva ao photoshop!

Padrão

Sabe aquele dia que você acorda e vê aquela espinha imensa, inchada, amarela no meio da sua cara? E por acaso maldoso do destino é o dia aniversário, formatura, casamento de um parente [daqueles que não dá pra fugir] e você sabe que vai ter que tirar alguma foto? Pois é, não precisa mais encher a cara de maquiagem, seus problemas acabaram!

Com a evolução da tecnologia nos temos as cameras digitais e consigo elas trazem os programas de edição que fazem todo tipo de modificação possível e imaginável. Eu digo isso com um amor, carinho e admiração pois sou uma usuária assídua desses programas mágicos. É claro que uma foto bem tirada, com toda técnica profissional ajudam no resultado. Mas o que seria de Andressa Soares, a “mulher melancia” [eu odeio essas coisas] na edição de abril da Playboy?

Andressa Soares

E alguém acreditou que uma mulher com 121cm de quadril não ia ter uma celulite? 😛

Mais fotos dessa “beldade”: aqui e aqui

Nada é original

Padrão

… nem mesmo o nome do nosso blog.

Assistindo MTV, por acaso começa um clip muito bonitinho de umas pessoas vestidas de robô. Quando eu vejo que banda era aquela, me assustei com o nome da música: Nada original. Eu dei um grito: “Ei, esse é o nome do meu blog! Copiaram!“. Mas enquanto a música ia tocando eu fui voltando ao normal e percebi que provavelmente essa música foi escrita a mais tempo que o mísero um mês e pouco que esse blog tem. Percebi também que hoje é tão difícil ser original, diferente. O normal e o louco não funcionam mais. Como disse meu professor ontem: “São apenas rótulos inventados pelo homem“. Rótulos que não encaixam mais.

Ah, aquela menina é emo!
Larga de ser nerd.
Acho que vou ser punk

Essas coisas deveriam ser deixadas pra trás… Rótulos mal funcionam em latas e vidros. Bem mal, porque quase ninguém lê.


Eu sei o que ele vai dizer
Já posso até prever qual vai ser o final
Você é como um filme ruim
Que eu já sei o fim e é nada original

Por que você não pára de ser
Aquele de quem tudo já sei?

E o mundo inteiro vai comemorar
O dia em que essa paz se acabar

Ou me mato, ou me mudo
Sem te avisar
Ou te bato, ou eu fujo,
Ou escapo desse mundo pra outro lugar

Pato FuNada original

5 Frações.

Padrão

Sabe o que acontece quando você gasta tempo com futilidades? Você perde seu tempo. Vá por mim.

Há algum tempo eu estava “viajando” pela internet e me deparei com isso:

Noiva Abandonada

Pra quem não conhece, essa é a tal da “Noiva Abandonada” de Belo Horizonte, essa figura tornou-se conhecidíssima por lá. Isso por andar pela rua vestida com seu vestido de noiva à procura do ex noivo que, segundo ela, a abandonou na porta da igreja. auhsiuahsihaisuas

Essa mulher criou um blog e manteve contato com idiotas pretendentes e com pessoas que queriam prestar solidariedade e também compartilhar dessa “doce” experiência de ser abandonada antes do casamento. Isso durante uns 2 meses. O blog tornou-se conhecidíssimo e a criatura ganhou fama na internet e na mídia, foi até convidada pra contar sua (a sua não, a dela) história em vários programas desses de fofoca polêmicos.

Sim, o melhor estava por vim, queridos.

Outro dia cheguei em casa e antes de dormir fui ver o que se passava de interessante na Tv (como sempre faço antes de cair no sono). Tava mudando de canal e quando passo pra RedeTv! dou de cara com a bendita. Ela mesma, em carne, ossos e pixels televisivos, no programa da anta Luciana Gimenez. A Noiva Abandonada. E eu parei senhores, parei pra ver do que se tratava. E lá ela mais uma vez falou que tava atrás do noivo e blá blá blá que queria se vingar e tal e coisa e coisa e tal. E o tal ex noivo apareceu e eles começaram a bater boca, me fez até lembrar do Programa do Ratinho e no final tudo deu em pizza.

O que acontece é que tudo era uma pegadinha do malandro farsa leitores. Tudo era truque de marketing. Pra quê? Pra ajudar na publicidade desse filme:

5 Frações

O filme, como vocês podem perceber, chama-se 5 Frações de uma Quase História e parece ser um bom filme se formos tirar pela sinopse. O que eu achei interessante foi a forma que eles acharam pra divulgar o filme de maneira que as pessoas começaram a se envolver pensando se tratar de uma outra coisa. Quando se trata de vida dos outros todo mundo quer saber não é mesmo? E foi nisso que eles pensaram. Só sei que todo mundo foi feito de besta, inclusive a imprensa (toma!), eu e vocês que já ouviram falar nessa tonta (que na verdade é uma atriz). Eu até que gostei e pretendo ver o filme, porém estarei mais atenta da próxima vez.

Quer ver mais?

Blog da noiva: www.noivaabandonada.blog.br

Site do filme: http://www.5fracoes.com.br/

Beijos e até a próxima.

Consumismo

Padrão

Vivemos em uma sociedade capitalista, isso é fato. O que é novo nessa história é que o consumismo que advém do capitalismo está tornando-se banal.

Não digo o fato da pessoa querer comprar algo porque ache bonitinho ou ache que precisa. Eu falo naquele consumismo em que você compra por pura influência da mídia, do amigo que tem, do vizinho que lhe faz inveja e talvez isso que você comprou vai virar um elefante branco na sua estante.

Ou talvez você compre e nem tenha dinheiro pra arcar com sua compulsividade e quando o telefone ainda esta recebendo as colegas do telemarketing passem o tempo todo ligando. Chega ao ponto de não ter crédito nem para comprar comida. Esse é o pior tipo, é o consumismo compulsivo. Se você acha que tem esse problema, corra e procure um psicólogo, um terapeuta, um psiquiatra, seja o que for, procure ajuda.

consumista? só um pouco

Eu sou consumista. Por isso, apesar de achar o Socialismo lindo, não me adaptaria a esse sistema. Mas tenho o orgulho de dizer que faço parte do melhor tipo de consumista: aquele que sabe porque está comprando, que vai usar o que está comprando, e o mais importante, que pode pagar pelo o que está comprando.

Pense um pouco sobre isso e boas compras!

p.s.: Não deixe o sentimento capitalista estragar suas datas comemorativas. Não é porque você não comprou nada pra sua mãe pra entregar no segundo domingo de maio que ela vai deixar de te amar. Presentes surpresas em datas não esperadas são sempre melhores. 😉

Conceito pro conceito

Padrão

do Lat. conceptu

s. m.,

tudo o que o espírito concebe e entende;

entendimento, ideia, opinião;

concepção;

síntese;

a mente, o juízo, o entendimento;

máxima;

dito sentencioso;

moralidade;

parte da charada que indica o significado da decifração.

Primeiramente, bem vindos! Há tempos queria postar algo útil aqui e que fizesse as pessoas pararem pra pensar em algumas atitudes que de certa forma tomamos, querendo ou não. E pensei em falar sobre conceitos, sobre as coisas que nós criamos pra termos como base na vida ou apenas em algumas situações e que acabam atrapalhando às vezes.

O fato é que muitas vezes de certa forma, elaboramos conceitos equivocados e quando vamos pôr em prática é que percebemos a burrada. Vemos que não faz sentido algum e que até mesmo não há como formular um conceito sobre certas coisas. O mundo está cheio de pessoas e de idéias, não há como ter senso comum em tudo, não há como prever a atitude de uma pessoa ou o que se passa pela cabeça dela. Resumindo: não há como ter um conceito.

Conceitos foram criados apenas para ferrar com nossa paciência nos confundir, ou quem sabe deixar as coisas mais fáceis. Ultimamente eu creio que deixei de lado isso de estar sempre pensando em alguma coisa, ou de ter um pré-julgamento de algo, ou pré-conceitos. Sinceramente, tava me fazendo mal, cheguei a estar numa situação complicada pra ver isso e conseguir enxergar (não basta apenas ver). É o que acontece com a maioria das pessoas, só conseguem ver as coisas quando a coisa fica preta.

Pensem sobre isso pessoas: “O mundo não pára pra que nossa vida entre nos eixos.”
Espero que tenha ficado claro, na realidade eu acho que esse assunto é até meio chato, mas foi uma forma de desabafo também. Prometo pensar em um post mais divertido na próxima vez. Efusivo abraço e até a próxima.

Séries

Padrão

Bem-vindo ao primeiro post do Nada Original.
Como aqui nada é original, nada como falar sobre Séries de TV.

Bem, os meu favoritos são:
Gossip Girl

Um drama sobre a alta sociedade nova-iorquina, GG pode parecer super-fútil mas não é bem assim. A visão da série é bem mais ampla do que parece. Mostra que não é só de Glamour que vive os riquinhos, eles também tem problemas nos relacionamentos, principalmente porque no mundo deles se vive muito de aparência. Além de tudo o figurino é muito bom, os atores também, a série é engraçada, e super atual. Vale a pena dar uma olhada.
Para quem não tem Tv a cabo, tem um blog só pra download dessa série.

Desperate Housewives

Por mais americanizada que seja, eu acho muito real. A série conta a história de uma vizinhança pequena, Wisteria Lane, típica americana, e o cotidiano de quatro moradoras. Lynette Scavo é uma publicitária, tem 5 pestinhas ruivos, e um marido lindo que vive dizendo que a ama. Ela é a mais “desesperada” de todas por causa das crinças, do emprego e do ciúme que ela tem do marido. Susan Mayer é completamente louca e atrapalhada, a mais engraçada da série (na minha opnião), ela é divorciada e nessa temporada casou-se novamente. Bree Hodge é a mais estranha de todas. Vista como a dona-de-casa perfeita, ela vive de aparências e usa as tarefas domésticas como uma fuga de todos os problemas. Gabrielle Solis é uma ex-supermodel, é super fresca, odeia tarefas domésticas e tem um complicado relacionamento com o seu marido.
Nunca baixei, assisto as temporadas todas misturadas no Sony.

Pushing Daisies

A mais fofa de todas. Agora que começou a passar na Warner mas como desde dezembro passa a chamada e nunca começava eu resolvi baixar [parei no episódio 8]. A série conta a história de Ned, um garoto com o poder de reviver os mortos com um toque [e os mato novamente com outro toque] e trabalha como confeitador de tortas [fazedor de tortas traduzindo literalmente]. Começa a trabalhar com Emerson Cod, um investigador particular, desvendendo assasinatos, até que um dia encontra morta seu amor de infância, Chuck. Ele a revive mas não pode tocá-la. Muito lindo isso!

Moonlight

Mick St. John é um investigador particular que usa seus poderes de vampiros para solucionar crimes. Tornou-se vampiro no dia da sua lua-de-mel quando sua esposa Coraline o transformou. Ele não morde pessoas, consegue sangue de um necrotério. Ele se reencontra com uma mulher a qual ele salva a vida 22 anos e se apaixona por ela. A história é muito boa, alguns mitos sobre vampiros são quebrados e o protagonista é muito lindo! ^^

Lost

Já é um clássico, não? Pra mim é uma das séries mais originais que existe. A trama é louca, você nunca sabe o que esperar. Lost conta a história de sobreviventes da queda de um vôo que saia de Sidney em direção aos EUA e cai numa ilha cheia de mistérios e perigos. Eu tenho quase todos os episódios no meu pc, apesar de não ter assistido todos. 🙂
A série tem vários blogs muito bons, como o Lostdownload e o LostBrasil

Tem mais um monte que eu gosto como: 24 horas, Dirty Sexy Money, Ugly Betty, Everwood, Men In Trees, Charmed, todos CSI [em especial o Miami], Gilmore Girl, Supernatural…

E você? Qual o seu “tv show” favorito?